Notícia em 140 caracteres

Publicado: dezembro 9, 2010 em Uncategorized

O Jornal Voz da Comunidade, distribuído no Complexo do Alemão, registrou em seu twitter atualizações freqüentes sobre a mega operação da polícia no Rio de Janeiro. 140 caracteres foram suficientes para noticiar em tempo real o que se passava no morro.

Twitter Voz da Comunidade

Segundo o G1, entre tantos comentários dentre apreensão, prisão e etc, foi relatado inclusive a detenção de um homem que possuía uma tatuagem com a inscrição ”Fernandinho Bera Mar” no braço.

Imagem do Portal R7

O número de seguidores do ‘Voz da Comunidade’ alavancou em poucos dias de 180 seguidores para 32 mil. O número crescente se deve ao fato de a informação sair diretamente do local do conflito. Renê Silva, de 17 anos, morador do Morro do Adeus, é o responsável pelas divulgações no twitter e editor do jornal comunitário. Sua equipe é formada por um grupo de quatro jovens de idades entre 11 a 15 anos que além de cobrir as pautas do jornal também ajudam nos tweets.

O trabalho do jovem jornalista ganhou notoriedade e ele tem sido requisitado em programas de TV, rádio, não só nacionais como internacionais. Já participou do Sem Censura, Programa do Gugu, Programa do Luciano Huck, foi entrevistado por jornais da Rede Globo, Record, BBC de Londres, CNN, por jornais portugueses, alemães e argentinos.

O serviço prestado pelo jornal que Renê edita se adéqua ao chamado “jornalismo cidadão”, segundo Foschini e Tadei, autores do livro Jornalismo Cidadão, o termo se refere a “[…] contribuição de cidadãos jornalistas, leigos que são testemunhas de fatos importantes, gente que está no lugar certo e na hora certa para cobrir um evento, especialistas que podem falar melhor sobre determinado assunto e ainda todas as vozes que simplesmente desejam se manifestar.”

Mídias colaborativas

Texto para internet

Publicado: dezembro 1, 2010 em Uncategorized



O texto para web deve sempre apresentar a informação mais importante no seu início. Desta forma funciona a pirâmide invertida, apresentando primeiro aquilo que é mais relevante. E na medida em que a leitura vai progredindo, o leitor vai encontrando dados complementares à notícia principal.

A internet possibilita que o próprio usuário crie a sua pirâmide invertida. É claro que não é tão simples assim. O texto estratificado (em camadas de aprofundamento) possibilita que o usuário saiba mais sobre aquilo que mais lhe interessa no texto.

Sobre a hipertextualidade (links no texto que acrescentam informações ao usuário)
Guillermo Franco explica que na hora de escrever deve-se “dividir a informação em pedaços coerentes, de forma que cada um se concentre em um determinado tópico ou assunto” e assim “A ordem em que são apresentados os subtemas pode sugerir uma rota de navegação, mas o usuário pode optar por uma rota alternativa. Isto pressupõe que é o usuário quem determina a hierarquia da informação”.

Se a falta de tempo costuma alterar nosso comportamento determinando até mesmo a forma como lemos um texto, sobretudo na internet, onde podemos pescar informações à vontade, paralelamente, quem escreve um texto deve ter isto em mente e saber para que tipo de leitor e meio de informação está escrevendo.

 

 

Não é um mais do mesmo

Publicado: novembro 23, 2010 em Uncategorized

Nesta quarta-feira os estudantes de comunicação da FAP receberam a jornalista Rita Soares para uma palestra em clima de bate-papo. Além de explicar detalhes que permeiam a vida do repórter, Rita deu dicas em off que usa no seu dia-a-dia nas diversas situações, como por exemplo, o que faz para extrair informações de suas fontes.

A sinceridade mantida em seu discurso trouxe o tom diferente das palestras que os alunos de jornalismo já estão cansados de ouvir com palavras repetidas sobre a imparcialidade, objetividade, escrever bem, gostar de ler… Instigados, os alunos participaram ativamente levantando seus questionamentos a cerca da profisssão.

Rita mantêm um Blog político, e disse que, apesar de a realização do blog ser uma vontade antiga, nunca colocava em prática. Neste ano decidiu parar e criar, que bom! A jornalista já fez cobertura política em Brasília, já trabalhou no jornal O Liberal, e hoje escreve no caderno de política (Brasil) do Diário do Pará.

O Fato de escrever em um jornal gera algumas dificuldades na hora de publicar seus posts.

Escrever matéria política em período de campanha e empregada em um jornal que tem sua linha editorial política bem direcionada pode produzir em seus blogleitores certa desconfiança, por isso ela diz primar pela credibilidade da notícia e tenta ser o mais neutra possível em suas publicações.

O Blog da Repórter tem uma média de 400 acessos por dia, e está aguardando pelo seu. Fica a dica e até a próxima.

 

Jornalismo na Web

Publicado: novembro 18, 2010 em Uncategorized

Em “Características e implicações do jornalismo na Web”, texto de Luciana Mielniczuk, ela fala da evolução do webjornalismo. Nele, Luciana apresenta suas três fases.

A primeira fase, o jornalismo na web era basicamente um “ctrl C + ctrl v” do impresso mesmo.

Já a segunda, é denominada de metáfora (para realmente designar o sentido de uma comparação implícita) mesmo utilizando ferramentas da internet, o texto ainda não tem identidade própria da internet.

A terceira fase é quando ele ganha a sua maturidade.  Os textos adquirem autenticidade e conseguem se desprender da linguagem do impresso.

O webjornalismo possui características que proporcionam dinamização da notícia diferentemente dos outros veículos. Para Palacios suas principais características são: multimidialidade, interatividade, hipertextualidade, personalização e memória.

A multimidialidade é uma das características mais bem vindas para os novos leitores. Ela pode pular maiores descrições e jogar o leitor – internauta, direto pro assunto postando um vídeo, áudio, infográfico, ou seja lá o que for, para ilustrar o que está sendo dito de forma mais ágil.

Esses recursos são cada vez mais utilizados pelos jornalistas, que, apesar de ainda estarem se adaptando a essa nova realidade, precisam aprender como utilizá-las do modo mais propício na divulgação das notícias.

Seletiva do Se Rasgum

Publicado: setembro 16, 2010 em Uncategorized

 

Em clima de rock Belém se prepara para o V Festival se Rasgum que deve acontecer nos dias 12,13 e 14 de novembro.

Nos dias 24 e 25 de setembro, no Hotel Gold Mar, acontecerá uma Seletiva que antecede O Festival.  Vinte bandas paraenses concorrerão entre si para a seleção de apenas três finalistas que participarão do festival e ganharão vários prêmios.

Os grupos terão 15 minutos para dar o melhor de si e aguardar pela escolha não só de uma equipe de jurados como também do público. Que poderá votar na sua banda favorita no site do Se Rasgum, mas tem que ser logo por que a votação encerra no dia 24. Eu já votei no Igrejas Bar. Apesar de não ter ainda grande divulgação na mídia, o som deles manda muito bem.

Depois da apresentação das bandas locais nos dias 24 e 25, entram em cena as nacionais para o encerramento das respectivas noites. No sábado (25) já serão divulgadas as bandas vencedoras e a noite fecha com Mombojó.

Mombojó

As bandas  poderão ser votadas  através conexão vivo.

Radiofone

 

Igrejas’bar

As vinte bandas são:

  • 16-Bits
  • Arcadines
  • Banda Orion
  • Bruno BO aka De Los Santos
  • Candiru Malino
  • Cocota de Ortega
  • Detruidores de Tóquio
  • Dharma Burns
  • Felipe Cordeiro
  • Igrejas Bar
  • La Orchestra Invisível
  • Malachai
  • Mobilha
  • Mostarda na Lagarta
  • Paris Rock
  • Projeto Secreto Macacos
  • RadioFone
  • Sambiose
  • Stereoscope
  • The Baudelaires

Blog

Publicado: setembro 9, 2010 em Uncategorized

O blog é um site que possibilita às pessoas criar conteúdos para internet mesmo sem qualquer conhecimento técnico. Nele são postados textos, vídeos, áudios, ou qualquer conteúdo midiático que se queira.

Ele funciona como uma espécie de diário. Os textos criados têm liberdade de tratar de qualquer assunto desde política à culinária, e de serem escritos de qualquer maneira, ou seja, o usuário é quem cria a identidade para seus textos. E ainda, devem ser atualizados freqüentemente com novos posts (textos), estes são dispostos de modo decrescente no site, isto é, a página inicial apresenta sempre o post mais recente.

No começo os blogs eram vistos como coisas de meninas que criavam seu diário virtual, com a exploração do serviço, hoje existem blogs utilizados por jornalistas que servem inclusive de referência.

Fontes:http://pt.wikipedia.org/wiki/Blog

http://www.interney.net/

http://historiadordocotidiano.blogspot.com

Não sou alegre não sou triste…

Publicado: agosto 26, 2010 em Uncategorized

É, também não sou poeta. Quando penso em blog, a primeira coisa que me vem em mente é a idéia de diário. Já escrevi muito em diário, mas criei um certo trauma quando descobri que meu pai tinha lido todos os meus segredos e sensações mais verdadeiras.
Bom, escrever em um blog seria mais ou menos como isso. Minha timidez me impede de me sentir a vontade pra escrever abertamente.
Talvez essa estréia seja como minha  exorcização que precisa ser exercitada.

Hello world!

Publicado: agosto 25, 2010 em Uncategorized

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!